Saltar al contenido

Cambiar

Foto

OFICIAL | "O Outro Lado do Paraíso": Con Bianca Bin, Rafael Cardoso, Sérgio Guizé, Marieta Severo, Grazi Massafera, Lima Duarte, Fernanda Montenegro, Laura Cardoso, Nathalia Timberg y Gloria Pires. Novela de Walcyr Carrasco.

Walcyr Carrasco Rede Globo

  • Please log in to reply
596 respuestas a este tema

#441
jonatan

jonatan
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Santiago

que imbéciles los galimperos y esas prostitutas que querían linchar a Duda :notecreo: que buena que el policía Nicolau le tomó buena :amor:





#442
Mahler

Mahler
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Mansão Mahler
Após pedir emprego na Record e no SBT, atriz se emociona em volta à Globo

o_outro_lado_do_paraiso_narjara_1_fixed_

Coadjuvante em O Outro Lado do Paraíso, a personagem Zildete já é uma das mais marcantes da carreira de Narjara Turetta. Essa é a primeira novela que a atriz de 51 anos faz na Globo desde Salve Jorge (2012); nos últimos tempos, ela revela que pediu papéis em outras emissoras, como Record e SBT. Convidada para a trama das nove pelo diretor Mauro Mendonça Filho, Narjara se realiza e se emociona por retornar aos estúdios e poder contracenar com sua melhor amiga: Gloria Pires.

"A novela é uma delícia, nós nos divertimos muito. A Laura Cardoso é uma figura, ela alegra muito aquele ambiente. A Gloria nem se fala, porque ela é minha irmã, nossa primeira gravação foi muito emocionante. Só tínhamos contracenado uma vez em Direito de Amar (1987), e tinha outras atrizes também, mal nos falamos. Agora foi demais, foi bárbaro. Eu estava sentindo muita saudade. Quando me vi no set, foi muito gratificante, olhei para aquilo tudo e falei: 'Eu gosto disso'", conta.

Amiga há 37 anos da intérprete de Duda, Narjara chegou até a trabalhar como assistente de texto de Gloria em Babilônia (2015), soprando as falas no ouvido da amiga por ponto eletrônico. Sem papéis fixos naquela época, ela não tem problema algum de dizer que procurou trabalho em outras empresas.

"Tem gente que fala 'ela só quer a Globo', e não é verdade. Tenho bom relacionamento com Fernando Rancoleta [diretor de elenco de teledramaturgia da Record], mando email, foto atual, digo que estou à disposição. Também pedi [papel] no SBT, em Carinha de Anjo. Eles são muito educados, gentis, me respondem com simpatia. Na Globo também, pedir emprego não é vergonha. Os diretores precisam lembrar, quem não é visto não é lembrado", explica.


Nos últimos anos, Narjara Turetta chegou a passar por momentos difíceis por não conseguir oportunidades na TV; assim, foi buscar outros rumos profissionais. A atriz vendeu coco na praia na década de 2000 e, em 2016, aproveitou a Olimpíada para trabalhar como guia turística no Rio de Janeiro.

Narjara afirma que não tem vergonha dessas atividades e faria tudo de novo, mas hoje prefere se dedicar a ter um bom desempenho na novela e ao trabalho como dubladora, que exerce paralelamente há 11 anos.

"Dublo até nos intervalos das gravações. Tenho feito programas que passam no ID, do Discovery, como Pecados Mortais e The Lie Detective. Dublo novelas mexicanas também, fiz muitas que passaram no SBT, como Teresa (2015) e Coração Indomável (2015). Adoro dublar novela mexicana, é muito gostoso. É uma atuação diferente, tenho um carinho muito grande", conta ela.

A última bolacha do pacote

A carreira de Narjara Turetta na TV começou bem cedo. Aos 8 anos, foi apresentadora de Essa Gente Inocente (1974); aos 9, estreou nas novelas em Papai Coração (1976), da Tupi. A atriz teve papéis marcantes em tramas como Malu Mulher (1979), Amor com Amor se Paga (1984) e Selva de Pedra (1986).

Antes de O Outro Lado do Paraíso, Narjara havia feito uma participação em um episódio de Pé na Cova (2016) e decidiu que voltaria à TV transformada. Em 2017, ela perdeu 13 kg e levantou sua autoestima.

"Foi punk esse processo de emagrecer, cheguei a pesar 70 quilos com 1,62 m de altura. Por isso, comecei um trabalho com uma médica ortomolecular, que equilibra seus hormônios, e eu estava com os hormônios todos errados. Assim, o metabolismo começa a funcionar direito. Agora eu estou amando, me sentindo a última bolacha do pacote. Emagrecer mudou tudo na minha vida, não só na saúde mas na cabeça também", declara.

Realizada com o papel em O Outro Lado do Paraíso, Narjara ainda não tem planos definidos para depois que a novela acabar, mas sabe que quer continuar atuando (se possível, ao lado da melhor amiga).

"Eu e a Gloria ainda não temos um projeto juntas, mas nada impede de nós fazermos um filme, eu gostaria muito. Mas antes tenho dois monólogos para dar uma olhada. Quero poder abrir um leque na minha arte, acho que a gente não deve se acomodar. O que pintar a gente se vira, mas o que eu quero é estar na frente das câmeras, num palco ou dublando. É o que me traz uma alegria indescritível", conclui.

http://noticiasdatv....lta-globo-18572


#443
Mahler

Mahler
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Mansão Mahler
O longo vale de lágrimas de Elizabeth/Duda em 'O outro lado do paraíso'

duda-edit.jpg

Quando O outro lado do paraíso começou, Gloria Pires era Elizabeth. Mulher de um embaixador que vivia viajando, foi alvo de um estratagema do sogro, que a odiava. Mancomunado com uma ex-namorada do filho, Natanael (Juca de Oliveira) fez com que Elizabeth se envolvesse com Renan (Marcello Novaes). Depois, chantageou a moça. Finalmente, armou para que ela acreditasse ter sido responsável pela morte do amante.

Diante da perspectiva de ir para a cadeia por assassinato, ela se desesperou. E, premida pelo sogro mau, topou mudar de identidade, deixou para trás a filha pequena e sumiu. Na época desses acontecimentos, o caso saiu em toda a imprensa. Ainda assim, o público testemunhou sequências da personagem circulando pelas ruas livremente, sem disfarces.

Grande atriz, uma das maiores da nossa televisão, Gloria atravessou essa trajetória improvável fazendo o impossível: dando credibilidade a uma sucessão de acontecimentos estapafúrdios. Com tantas situações surreais num enredo realista, a missão da atriz, convenhamos, é ingrata.

Agora, na segunda fase da novela, a sofrida personagem, instalada em Palmas, se chama Duda. É dona de um bordel e está sendo chantageada pelo segurança do estabelecimento, Laerte (Raphael Vianna). Anteontem, ele relembrou todo o calvário de Elizabeth/Duda. Uma explosão de uma lancha, corpo não encontrado... Morreu? Não. Tá viva!, disse. O diálogo dos dois foi duro. É que nem o brilho da direção de O outro lado do paraíso consegue disfarçar certos tropeços da dramaturgia. Esse é só um exemplo. Enquanto Laerte falava, uma pergunta se impunha: por que Natanael simplesmente não matou Duda? Qual o sentido dessa trama?

Patricia Kogut


#444
braga

braga
Pobre Gloria...


#445
Tyrant

Tyrant

    Forista Gold

  • Moderador
  • 24.757 Mensajes
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Dentro de ti

"por que Natanael simplesmente não matou Duda? Qual o sentido dessa trama?"

 

que se aburran con esa critica tan tryhard :atroz: la razón por la que natanael no mató a beth y sophia no mata a Clara es porque es una NOVELA, y si las cosas se solucionaran asi de impulsiva y rapidamente todas las novelas se acabarian al quinto capítulo :xD:

 

tanta pica que genera king walcyr que ya no saben qué decir para intentar echarlo abajo  :meencanta:


Editado por Tyrant, 10 enero 2018 - 14:20 hrs..

  • A Vasco y Caique les gusta esto

#446
Caique

Caique
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Chile
Duda sufriendo tanto :llora:
Cada vez odio más a Sophia, espero que pague todo lo que ha hecho :sabina:


#447
jonatan

jonatan
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Santiago

Duda tiene como abogada a su hija :viejaql:



#448
Caique

Caique
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Chile

Ojalá que el trailer sea algo parecido :pordios:

http://sic.sapo.pt/P...-ela-vai-voltar



#449
Tyrant

Tyrant

    Forista Gold

  • Moderador
  • 24.757 Mensajes
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Dentro de ti

es tan patética la doctora samuela :quepobre: me carga. Sophia y Livia todavia no me desagradan pero él... :puaj: 

 

Sophia na cadeia :meencanta:



#450
Tyrant

Tyrant

    Forista Gold

  • Moderador
  • 24.757 Mensajes
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Dentro de ti

laertes tan copuchento -.-

 

la curiosidad mató al gato pIDuU6U.gif



#451
jonatan

jonatan
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Santiago

Doctora Samuela :ajuajua:


#452
Mahler

Mahler
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Mansão Mahler
'O outro lado do paraíso' peca pelo simplismo das tramas

suzy.png

Em O outro lado do paraíso, Walcyr Carrasco retrata diversas situações envolvendo o preconceito. Para começar, acompanhamos a trajetória de Raquel (Erika Januza), negra e de origem humilde, que, na primeira fase, morava no quilombo de Palmas. Empregada doméstica, sofreu todo tipo de abuso verbal. As manifestações racistas da patroa, Nádia (a excelente Eliane Giardini), foram ainda mais longe quando a moça se envolveu com o filho dela, Bruno (Caio Paduan). Expulsa da forma mais humilhante, Raquel voltou poderosa à cidade depois de uma passagem de tempo na novela. Tornou-se uma corajosa juíza.

A história também fala de discriminação contra deficientes. Estela (Juliana Caldas), que tem nanismo, é maltratada pela mãe, Sophia (Marieta Severo). Os impropérios ditos pela megera à filha muitas vezes surpreendem. É que as situações são mal construídas e eles surgem do nada. Estela, por sua vez, é, teoricamente, uma intelectual. Mas se comporta como uma criança bobinha. Apesar do talento e do brilho de Marieta em todas as suas cenas, a voltagem do conflito fica com frequência inevitavelmente prejudicada pelo tatibitate do texto.

Nos últimos dias, a dramaturgia simplista e a manobra previsível da vingança esquemática se repetiram. Foi com as sequências envolvendo Samuel (Eriberto Leão). Ele é gay, mas casado com uma mulher, Suzy (Ellen Rocche). Médico poderoso, entrou na lista dos esconjurados de Clara (Bianca Bin), por causa de um falso atestado de insanidade mental que forjou contra ela. Agora, é a hora da desforra. Clara decidiu tirar Samuel do armário e destruir seu casamento de fachada. O que poderia se desenvolver num conflito interessante e numa discussão de relevância caiu no clichê pobre. Parecia uma vendeta de teatro infantil. As cenas se aproximaram do constrangedor. A enfermeira traída flagrou o marido travestido e cantando em espanhol para o amante, que tinha começado a desabotoar a calça. Seguiu-se uma gritaria sem fim. Era drama, mas beirou a comédia involuntária. Em vez de um confronto sofrido, como a situação merecia ser abordada, foi uma bobagem só. Que pena.

Patricia Kogut


#453
Caique

Caique
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Chile

Me encanta el tema que le colocan a Queen Clara cuando se venga :pordios:



#454
Milana

Milana
  • Sexo:Mujer



#455
Mahler

Mahler
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Mansão Mahler
A Globo extinguiu o "Zorra Total" e Carrasco o ressuscitou na novela das 9

ooutroladodoparaiso_reproducao68.jpg

Com o fim do Zorra Total (há quase três anos), a Globo aboliu também um tipo de humor já considerado anacrônico: o que provoca o riso fácil ou mecânico, com base na caricatura e no estereótipo, às vezes de gosto duvidoso, sempre com os mesmos roteiros, em pequenos esquetes, com algum bordão ou frase de efeito. Nem é o caso de não haver mais espaço para esse tipo de humor na TV (vide A Praça é Nossa do SBT). Mas a Globo preferiu a renovação, substituindo o Zorra Total pelo Zorra com um humor, digamos, mais refinado, que nada tem a ver com o programa antigo.

Diante de algumas críticas de que sua novela O Outro Lado do Paraíso andava meio sombria na primeira fase, eis que Walcyr Carrasco traz de volta o mesmo humor que a emissora fizera questão de banir de seu horário nobre. Já esperava por isso quem conhece a obra do autor de tortas na cara e gente arremessada no chiqueiro em suas novelas dos horários das seis e sete. Se Carrasco não poupou sua última trama das nove, Amor à Vida, do humor fácil com texto rasteiro, porque iria poupar o público de O Outro Lado do Paraíso?

E temos então os bordões repetidos EM TODA CENA com aqueles personagens. Aliás, todo dia, AS MESMAS CENAS, mesmas situações e mesmas falas. Até maio (fim da novela), ouviremos diariamente Cido (Rafael Zulu) se referir a Dona Adinéia (Ana Lúcia Torre) como mãe de bicha, sempre nas mesmas situações. Da mesma forma, em quase todo capítulo os gays predadores do salão de beleza assediam o rapagão hétero são sempre as mesmas frases, com pouca variação do roteiro, que provocam o riso automático ou nervoso (quando provocam). Como nos esquetes do Zorra Total.

Falando nos gays da novela, a abordagem à homossexualidade em O Outro Lado do Paraíso chega a ser um retrocesso em face ao avanço alcançado recentemente por A Força do Querer. Mas este é assunto para outro post!

Se a reiteração já era uma das principais críticas à novela lá em seu início, imagina agora que Carrasco apelou para o humor raso e repetitvo. Se esse tipo de humor mal rende hoje um programa semanal, imagina uma novela diária! Todavia, a audiência de O Outro Lado do Paraíso vai indo muito bem: uma média geral de quase 35 pontos no Ibope da Grande SP um sucesso.

https://nilsonxavier...a-novela-das-9/


#456
Dedos

Dedos
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:São Paulo - Brazil

Esses críticos parece que comem merda antes de publicar esses textos, só pode.


  • A Tyrant le gusta esto

#457
braga

braga

Esses críticos parece que comem merda antes de publicar esses textos, só pode.


Eu acho que quem come merda antes de escrever é o Walcyr...

  • A MandyWCE le gusta esto

#458
Tyrant

Tyrant

    Forista Gold

  • Moderador
  • 24.757 Mensajes
  • Sexo:Hombre
  • Ubicación:Dentro de ti

Esses críticos parece que comem merda antes de publicar esses textos, só pode.

Increíble cómo a todo intentan encontrarle defectos :ji: 

 

walcyr PISA MENOS :bbb:

 

 

 

cuál es esa novela? :soto:


  • A Dedos le gusta esto

#459
braga

braga


#460
braga

braga

Increíble cómo a todo intentan encontrarle defectos :ji: 
:

No es muy difícil encontrarle defectos...

  • A MandyWCE le gusta esto





También se etiquetó con una o más de estas palabras clave: Walcyr Carrasco, Rede Globo

0 usuarios están leyendo este tema

0 miembros, 0 invitados, 0 usuarios anónimos